De frigorífico a parada obrigatória para os turistas que visitam o Cariri. A trajetória do restaurante Sirigado do Pedro, em Juazeiro do Norte, mostra que, com uma boa dose de empreendedorismo e de dedicação ao aprimoramento constante, é possível realizar o sonho de fazer um negócio de sucesso.

O restaurante Sirigado do Pedro é, hoje, um dos principais points gastronômicos de Juazeiro do Norte, tendo o sirigado na brasa como o principal item do cardápio

Tudo começou em 2000, quando o casal Pedro Pinheiro e Elena Barroso resolveu investir em um frigorífico em frente à praça mais movimentada do bairro Lagoa Seca. Pela proximidade ao coração do bairro, o frigorífico se tornou um point de happy hour para amigos, vizinhos e outros, que passaram a frequentar o local não apenas para comprar carnes, mas para bater papo e se confraternizar.

"Foi tudo muito natural. Depois do trabalho ou de uma caminhada na praça, as pessoas costumavam parar no frigorífico para jogar conversa fora. Daí, sentimos a necessidade de disponibilizar bebidas e petiscos, além de mesas na calçada para que todos ficassem mais à vontade. Colocamos, também, uma churrasqueira para assar carnes e queijos, a pedido dos clientes. O sirigado era um dos mais requisitados", diz a empresária Elena Barroso.

Ela lembra que, no início, eram duas mesas e oito amigos fieis. Um ano depois, com a propaganda boca a boca, a aprovação e o apoio dos amigos, o frigorífico passou a ser um pequeno barzinho, agora com pouco mais de dez mesas na calçada. Em 2002, o barzinho passou pela primeira reforma, quando ganhou oficialmente o nome de Sirigado do Pedro pela fama que conquistou o sirigado na brasa.

Hoje, o peixe é a principal iguaria do restaurante, que possui um cardápio variado e até serviço de entrega em domicílio, além de outros diferenciais, como wi-fi, Clube do Whisky, ar condicionado e área para fumantes. "Apesar do cardápio eclético, com carnes, grelhados e mariscos, o Sirigado do Pedro continua sendo o carro-chefe da casa. O prato é servido com duas postas do saboroso peixe na brasa, coberto com alcaparras, alho, tomate seco e acompanhado de risoto de camarão e purê de batatas. É o prato mais vendido para os turistas que nos visitam", enfatiza Elena.

As reformas, que deixaram o lugar mais moderno, acessível e aconchegante, agradaram em cheio a turistas e nativos, embora alguns clientes ainda prefiram seus lugares cativos nas mesas da calçada. Atualmente, o restaurante tem capacidade para atender com conforto e segurança até 300 pessoas.

A proprietária do restaurante conta que todo o sucesso do negócio foi conquistado com muito esforço, dedicação e o apoio do Sebrae. "Com o passar dos anos e o aumento da clientela, percebemos que a profissionalização em todos os setores da empresa era essencial para proporcionar o melhor em atendimento e serviço. E o Sebrae sempre foi nosso parceiro", ressalta.

Associado à Abrasel Cariri, o Sirigado do Pedro participou de diversas capacitações, entre elas o programa Caminhos do Sabor - uma parceria com o Ministério do Turismo e o Sebrae - e o Empretec. "Esse programa despertou a necessidade de organização na empresa e de trabalhar com segurança. Já o Empretec trouxe-nos a conscientização de inovar e vencer obstáculos", explica Elena.

Segundo a empresária, ao longo desses 13 anos, o empreendimento passou por mudanças substanciais na estrutura física, na profissionalização da equipe e na gestão do negócio. "Saímos de duas mesas na calçada para dois salões e uma sala climatizada. Quanto à equipe de trabalho, inicialmente, o Pedro fazia as vezes de cozinheiro e garçom, enquanto eu cuidava dos serviços gerais. Hoje, contamos com 36 funcionários devidamente treinados e capacitados. Além disso, a administração, eminentemente familiar, aprimorou-se e, hoje, contamos com auxílio de uma equipe multidisciplinar. Toda essa evolução só foi possível com a ajuda do Sebrae", afirma.